Projeto do IPCA ligado à saúde na final de concurso internacional

O projeto Thertact, que junta quatro instituições, foi, no passado dia 29 de novembro, vencedor no Pitch Final, na categoria da saúde, em Cracóvia.

O projeto, foi um dos 6 finalistas no concurso do EIT Jumpstarter que visa criar um impacto sustentável nas regiões centro-leste e sul da Europa, impulsionando a inovação e o empreendedorismo.

Thertact é um dispositivo de estimulação térmica e tátil para neuroreabilitação. Este dispositivo, já testado num caso clínico com um paciente no Hospital de Guimarães, permite reduzir deslocações para os centros hospitalares e permite igualmente aumentar a frequência das sessões no sentido de melhorar a qualidade de vida dos pacientes com dificuldades de locomoção.

O projeto Thertact surge da dificuldade que os pacientes com deficiência de locomoção enfrentam diariamente em comparecer aos tratamentos de reabilitação. Além da carga de mobilidade em si, estes pacientes não conseguem ter sessões de reabilitação contínuas o que prejudica a sua recuperação e qualidade de vida.

Demétrio Matos, docente e investigador no IPCA afeto a este projeto, explica de que forma o mesmo pode ser implementado. “A solução passa por uma interface cérebro-computador (BCI) para neuroreabilitação avançada que será utilizada em casa. Esta interface combina realidade virtual (VR), um wearable de estimulação tátil e térmica patenteado, eletroencefalografia extracraniana (EEG) e inteligência artificial (AI) para ajudar pacientes com locomoção neurologicamente prejudicada a recuperar mais rapidamente e aumentar a sua qualidade de vida no conforto das suas casas.”, explica o investigador.

Os utilizadores são pacientes que sofrem de deficiência de locomoção em consequência de deficiências neurais como lesão medular, acidente vascular cerebral ou patologias relacionadas. Poderá beneficiar igualmente todo o universo de cuidadores e familiares.

De referir, que o projeto Thertact do IPCA, foi um dos vencedores do concurso dinamizado pelo projeto knowledge Circle que visa valorizar e transferir conhecimento e tecnologia para organizações que possam beneficiar com a sua aplicação e contribuir para a inovação e desenvolvimento de competências.

O projeto Thertact é formado por um grupo multidisciplinar formado por investigadores de quatro instituições, nomeadamente Demétrio Matos (IPCA/ID+), André Perrotta (DEI/CISUC-IS), Carla Vieira (U. Católica Portuguesa/CISS), Luís Stateri (Marketing&Management Consultant) e Miguel Pais-Vieira (UAveiro/IBIMED).

Participar do EIT Jumpstarter abre portas para os mercados europeus e conecta as melhores equipas com os grandes parceiros industriais das seis Comunidades EIT.