Projeto de estudante do MIA obtém apoios da Gulbenkian e do IAPMEI

Cató IluDe, estudante do Mestrado em Ilustração e Animação, obteve recentemente os apoios da Fundação Calouste Gulbenkian e do IAPMEI para o projeto de mestrado que está a desenvolver subordinado ao tema “O Fanzine português no século XXI: contributo ilustrativo e factual para o património do fanzine português”.

O apoio da Fundação Gulbenkian acontece no âmbito do Programa de Apoio às Artes Visuais 2017 e diz respeito ao desenvolvimento da primeira fase do projeto de mestrado, intitulada “Um Jornal, um Zine, Uma BD, Uns óculos fixes & Uma experiência a repetir”.

Segundo o próprio Cató IluDe, o objetivo é “a criação de um fanzine de dimensões e dobragem incomuns, que contribua para a evolução cultural do Fanzine Português”. Conforme explica, “com a dimensão de um plano A1, apresenta o desenho à escala real e utiliza uma técnica raramente praticada nos ComicZines: o Anaglyph 3D”.

Por seu turno, o apoio do IAPMEI acontece no âmbito da StartUp Voucher Portugal – Apoio a pequenas e médias empresas Empreendedoras. O objetivo é apoiar Cató IluDe no desenvolvimento de um projeto criado na unidade curricular de Empreendedorismo.

Intitulado “Evolução do Fanzine Português – S.A.D. Adventures”, este projeto visa a criação de uma editora de zines para um público alternativo que contribua para a promoção de fanzines. “Criei a editora de nome “BAAMZ!!” e uma loja online da mesma. Nessa loja irá ser possível encontrar Zines, Autocolantes, Pins, Prints, T-shirts, entre outros materiais da editora. Este material tem sido produzido no âmbito da dissertação de mestrado. Este site terá como tema os zines das aventuras do Salazar (“S.A.D. ADVENTURES”)”, explica Cató IluDe. Todo o material produzido, alojamento do site, registo do logo e criação da marca serão apoiados pelo IAPMEI.

Cató é natural de Cantanhede, licenciou-se em Design Gráfico e Multimédia pela ESAD e encontra-se, atualmente, a finalizar o Mestrado em Ilustração e Animação do IPCA.